Startup NARISREC escolhida entre as vencedoras no AFD Digital Challenge de 2021.
26 Jan. 2022

Startup NARISREC escolhida entre as vencedoras no AFD Digital Challenge de 2021.

 

A startup angolana NARISREC, plataforma online “e-waste” de Gestão e Comercialização de Resíduos Eléctricos foi escolhida pela primeira vez como uma das 10 vencedoras no concurso anual de 2021 no AFD Digital Challenge, dedicado à inovação em África. A NARISREC faz parte das startups graduadas na edição "Angola Virtual 2019" do Programa de Aceleração de Startups do FI Luanda.

A startup "NARISREC Gestão de Resíduos Eletrónicos", é uma das únicas empresas no mercado angolano com foco na recolha e tratamento adequado do lixo electrónico, apresentando um serviço diferenciado nas tecnologias Ambientais.

O prémio de €20.000,00 já inclui igualmente a mentoria especializada. Quanto ao fundo, serão alocados nas startups em função do progresso e implementação do plano de negócio.
Décio Silva, founder & CEO da Narisrec, dedicou esta nomeação a todos os empresários angolanos, e apelou a todos em não desistirem dos seus sonhos e que afinal é possível com foco, determinação, empenho e muita dedicação. Disse ainda que, espero que esta nomeação seja um incentivo para os empresários angolanos. Vamos trabalhar por uma Angolana mais verde e por um mundo melhor para viver, sem se esquecer agradeceu a AFD pela oportunidade.

O AFD Digital Challenge, é um concurso organizado anualmente pela AFD, que visa identificar e promover projectos inovadores apresentados por Startups africanas, todos os anos é identificado um tema relacionado com os "ODS" Objectivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030; a edição de 2021 centrou-se em projectos que contribuem para a protecção do clima e da biodiversidade em África

A NARISREC já está certificada pela Agência Nacional de Resíduos (ANR), entidade afecto ao Ministério do Ambiente, estando disponível para exercer a sua actividade de recolha selectiva, tratamento e comercialização de resíduos eléctricos e electrónicos com transparência, qualidade e profissionalismo e tendo como base os procedimentos de impacto ambiental.

Fonte: Founder Institute Luanda