PIDA Week 2018 em Victorias Falls no Zimbábue.
05 Dec. 2018

PIDA Week 2018 em Victorias Falls no Zimbábue.

 

A Comissão da União Africana (CUA), a Agência de Planeamento e Coordenação da NEPAD, o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) e a Comissão Económica das Nações Unidas para África (UNECA) realizaram de 26 a 28 de Novembro a PIDA Week 2018 em Victorias Falls no Zimbábue. 

De Angola participou no evento Eng. Ernesto Alberto  representando o Angola Internet Exchange Point “AngolaIXP” da Associação Angola De Internet “AAPSI. O workshop abordou o sistema africano de intercâmbio de Internet (AXIS) o evento foi organizado pela União Africana. O PIDA é um Programa para o Desenvolvimento de Infra-estrutura em África, como o modelo para a transformação da infraestrutura no continente para o período de 2012-2040. 

O projeto do Sistema Africano de Internet Exchange Point visa

manter o tráfego de Internet da África local, fornecendo capacitação e assistência técnica para facilitar o estabelecimento de Internet Exchange Points e Pontos de Internet Exchange Points Regional em África.

A África continua pagando transportadoras estrangeiras para trocar tráfego "local" (continental) em nosso nome. Essa é uma maneira dispendiosa e ineficiente de lidar com o intercâmbio entre países do tráfego da Internet.

A redução dos custos de comunicação, facilitando o estabelecimento do Sistema Africano de Internet Exchange Point, reduzirá o custo do financiamento do comércio e, em última análise, o preço dos bens. A largura de banda acessível encorajará a integração do comércio regional e novos setores de trabalho, como terceirização de processos de negócios, call centers, reduzindo a pobreza e  gerando riquezas. 

Por conseguinte, é do interesse de todos os países africanos encontrar formas de optimizar o tráfego da Internet, apoiar os fluxos de tráfego intra-continental e a criação de oportunidades para o investimento do sector privado. 

No evento os representantes dos diferentes IXPs presentes fizeram uma breve apresentação sobre o, estado actual (membros, tráfego, serviços, etc) e planos futuros de seus respectivos IXPs e incentivou-se aqueles que ainda não terminaram a implementação dos seus projectos para que terminem e se estude os mecanismos e políticas para a interligação dos diferentes sistemas existentes em Africa.

AngolaIXP “AO-IXP” foi criada em 2006 com um grupo de 8 membros, o objetivo do AngolaIXP é de conectar e trocar o tráfego local dentro de Angola. Em 2010, a AAPSI foi criada para garantir uma operação Neutra e Independente do AO-IXP. Actualmente contamos com 18 membros conectados nomeadamente:

-Empresas de Telecomunicações fixas e moveis

-Provedores de conteúdos

-Provedores de Serviços de Internet

- Instituição financeiras

- Redes Governamentais

-Redes Corporativas

O tráfego local, actualmente trocado diariamente no AngolaIXP é de mais de 1,6 Gbps.

Os serviços oferecidos aos participantes são os seguintes:

- BGP peering para IPv4 e IPv6; F-Root; Hospedagem de PCH; Google Global Cache; Microsoft Cache; Servidor Time (NTP) e Looking Glass;

Entre as acções futuras do AngolaIXP “AO-IXP” destacam-se a actualização da Infraestrutura (Core) e o aumentar o número de participantes conectados a fim de aumentar a troca do tráfego local em Angola.