Associação Angolana de Internet “AAI”, há 11 anos a trabalhar pela consolidação do Ecossistema de Internet em Angola.
27 Apr. 2021

Associação Angolana de Internet “AAI”, há 11 anos a trabalhar pela consolidação do Ecossistema de Internet em Angola.

 

 

A AAPSI, Associação Angolana de Provedores e Servidores de Internet, após 11 anos a actuar no sentido de melhorar os serviços de Internet e telecomunicações em Angola, mudou  para AAI – Associação Angolana de Internet,incluindo todos os elementos que fazem parte do ecossistema de Internet. 

 

  •  Porque Criar uma Associação, quando os associados são empresas concorrentes?

Apesar dos associados serem empresas concorrentes, existem inúmeras situações que são transversais a todos eles, e que com um trabalho corporativo e cooperativo serão resolvidos. Ser concorrente não significa que não estejam a trabalhar para o mesmo objectivo que é ter Internet e todos os serviços providos por ela, com qualidade inquestionável, e para se conseguir isso, é necessário trabalho em equipa. Pretendemos ter um ecossistema de partilha de conhecimento entre os associados. 

 

  • As empresas associadas não estarão à espera que os outros associados fracassem, e assim  dominar o mercado?

Não, de todo. O nosso objectivo é criar um ecossistema de partilha de conhecimento e melhorar o ambiente de negócios no tema Internet. As actividades concorrentes acontecem fora da Associação, e não irão parar. Todos querem um lugar ao sol, mas a AAI não servirá de trampolim para que se aniquilem associados. As empresas que assim procede, serão marginalizadas do mercado. 

 

  • O que motivou a criação da Associação AAI?

A Internet como um ecossistema de vários actores é desde o início um espaço aberto para a partilha de conhecimentos. Para o caso especifico da AAPSI hoje AAI – Associação Angolana de Internet -  com os inúmeros eventos organizados pela Sociedade de Internet “ISOC.ORG”, como workshops e conferencias, que antes eram organizados a nível mundial e mais tarde a nível regional dado o crescimento exponencial, podemos notar que não basta a participação individual de cada associado, para o volume de informações partilhada e com as constantes inovações. Os vários protocolos que influenciam o presente e o futuro da Internet, são discutidos de forma aberta, e os países para acompanharem e contribuírem devem participar com sugestões e projectos que elevem a qualidade da Internet, caso contrario serão apenas espectadores.

Ao criar a associação, queremos trabalhar em uníssono, para acompanhar e contribuir com ideias concretas no desenvolvimento da Internet no país e no mundo. Se formos meros espectadores do grande palco que é a Internet, não podemos sequer contestar as decisões tomadas a nível nacional, regional ou mundial. A AAI deve ser entendida como um elo agregador da Internet nacional. O maior objectivo da sua criação é podermos contribuir com conhecimento técnico, comercial e de governance na industria da Internet. 

 

  • O que podemos esperar da AAI agora com a sua formação?

O mercado esta cada vez mais aberto as possibilidades. O numero de sistemas autónomos em Angola tem crescido em media 3 novas redes anualmente. Não é uma África do Sul ou Nigéria, mas certamente é um ponto positivo para o número de utilizadores de Internet actualmente.